O presidente da CBT, Rafael Westrupp, celebrou a ampliação da parceria com a Federação Francesa. “É muito mais do que uma parceria comercial entre CBT e FFT. Nossa parceria, que teve início com o Rendez-vous à Roland Garros, está crescendo. Este ano, obtivemos duas vagas no torneio – meninos e meninas. Agora, estamos dando um novo passo para aproximar os jogadores amadores no Brasil”, disse Westrupp.
Como será o Roland-Garros Amateur Series
O Amateur Series terá quatro etapas no Brasil, três em 2018 e a quarta em março de 2019, todas disputadas no saibro. A última etapa reunirá os oito melhores de cada categoria. Ao todo, serão 22 categorias. Da 1ª a 6ª classe no masculino e da 1ª a 5ª no feminino. O campeão geral de cada categoria, após as quatro etapas, participará de um sorteio, onde o vencedor ganhará uma viagem a Roland Garros com as despesas totalmente pagas durante uma semana.
A etapa inaugural será realizada no Iate Clube de Brasília, no Distrito Federal, entre 23 e 26 de agosto. O segundo torneio será disputado entre 4 e 7 de outubro em Belo Horizonte, no Minas Tênis Clube, que se tornou o primeiro clube do Brasil a receber o selo Roland Garros, neste sábado, em Paris. A terceira etapa ocorrerá em Porto Alegre, de 22 a 25 de novembro. As finais serão disputadas no Rio de Janeiro em março de 2019.
Esta será a primeira vez que a CBT terá um circuito de tênis amador que reunirá adolescentes e adultos no mesmo torneio. O Amateur Series é destinado a jogadores amadores, homens e mulheres, entre 13 e 80 anos, e contará com um sistema de pontos para o ranking nacional de classes. O objetivo é reunir jogadores de diferentes clubes, idades e níveis de jogo na mesma competição. Hoje, o Brasil tem aproximadamente 100 mil tenistas amadores adultos que jogam torneios de clubes organizados pelas Federações de cada estado.